Sonho sob a Luz da Lua

“Agora sou leve,

agora vôo;

agora vejo por baixo de mim mesmo,

agora vive em mim um Deus.”

Zaratustra (Zoroastro)

 

 

A noite.

Ando pelas árvores.

Sinto suas almas.

Quebro o Silêncio…

e o Vazio.

Enlil percorre o horizonte…

sob a escolta de Haidag.

Aterrisso envolto na escuridão do seu canto.

Peço permissão.

Observo.

Reverencio.

Agradeço.

Os Elementais ritualizam.

Uma voz.

Não vejo.

Ouço novamente…

ao redor.

As Anciãs tocam-me com seu aroma…

e me conduzem ao Mundo Interior Eterno.

Fecho os olhos…

e ouço meu coração.

A voz insiste.

Um canto.

Abro meus braços.

Uma presença.

Sou tomado pelo Tempo.

Me entrego.

Solto.

Desarmo.

Sinto o coração do Universo.

Deixo o Chão Ancestral…

levado pela energia etérea…

daquela que veio me buscar.

Sou seu prometido…

Cantado em incontáveis Eras…

sob a luz profética de Ishtar.

Do Éter ao Místico…

subo ao An infinito.

Adentro os portais de Nótt…

e percorro o Oceano Noturno.

Sob as bençãos da Magnânima do Céu…

contemplo a Dádiva evocada do Amor Incondicional.

Flutuo nos seus braços…

e sou imortalizado pela catarse das suas mãos.

Desperto do vir a ser…

e escapo para a sua Vida.

Devoto alquímico da sua beleza.

Sacerdote imponderável dos seus segredos.

Parte integrante do livro “Contos de Outras Dimensões”, de Antonio Carlos Teixeira

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: